Fazer dieta é barato: Top 5 motivos que provam isso
Share

Sempre ouvimos que fazer dieta não é barato, que os produtos e alimentos são caros. Mas será que isso é mesmo verdade?

Muita gente acaba usando este argumento para evitar começar uma dieta ou reeducação alimentar. Como ninguém pode opinar com o bolso dos outros, fica aquela sensação que a pessoa realmente gostaria de mudar seus hábitos mas o fator dinheiro a impede.

Nosso cérebro é muito complexo. Procuramos a todo tempo justificativas para não sair das nossas posições de conforto. Nosso cérebro faz questão de forçar você a manter essa posição.

Para se ter uma ideia, nós sabemos dos efeitos nocivos do açúcar em nosso corpo, e, principalmente, no nosso cérebro e como ele reage à abstinência do açúcar

TOP 5: Porque dieta não custa caro.

Com um TOP 5 vou tentar explicar porquê uma dieta não custa mais caro que uma alimentação sem restrições

5 – O que se descasca é mais barato do que o que se abre

É fácil notar que as frutas da estação tem valor mais baixo no mercado devido ao aumento da oferta. Em compensação, não existe uma sazonalidade natural na oferta de bolinho ana maria, ou de Ruffles. A não ser que você pegue uma promoção de salgadinho, vai acabar pagando mais caro neste produto que em 1 maça do pacote da turma da Mônica.

Outro ponto a se observar, é que dificilmente você come meio pacote de Ruffles – é impossível comer 1 só, como dizia o marketing. Ao comer sem pressa, com atenção, é mais que suficiente comer 1 maça no lanche da tarde.

4 – Controle das porções

É muito mais fácil economizar no mercado quando você sabe as porções que devem consumir durante a semana. Evita o desperdício e os gastos. Aliás, ir ao mercado com a lista certa do que comprar além de economizar seu tempo, vai fazer você evitar as tentações das gondolas despretensiosas.

3 – Levar Marmita economiza o vale refeição

Quem está se reeducando sabe das tentações que os self services oferecem. E quem é obeso sabe muito bem a dificuldade que é em se manter longe destas tentações. Por isso, quem trabalha fora e pode levar marmita, deve usar e abusar deste clássico que nunca sai de moda. Além de economizar seu vale refeição, o qual você pode procurar mercados para utilizar, você calcula suas porções corretamente e com temperos que você sabe a procedência. Glutamato na comida JAMAIS.

2 – Você sai menos para comer fora

Na reeducação, você percebe que a comida tem a tendência de deixar de ser o foco das atenções da sua vida.

Quem alia com atividade física, sabe melhor ainda que corpo em movimento é muito mais sucesso garantido que um corpo sentado num restaurante esperando chegar uma comida obesogênica. Sendo assim, a diversão muda. Para fugir das tentações passa a evitar alguns happy hours, a dosar a quantidade de  restaurantes na semana. Foge dos à la carte com covert de graça cheio de pão de farinha refinada e churrascarias rodízio com buffet.

Quando ver a fatura do cartão de credito no fim do mês, vai concordar comigo.

1 – Café da manhã

Acredito que é a refeição onde a economia é muito mais notada. Pão com queijo e presunto, ou um ovo mexido na manteiga? Padaria é um lugar – pelo menos para nós – parecido com o paraíso. É impossível resistir às carolinas, ao bolinho de cenoura com cobertura de chocolate, meia dúzia de pãozinho, queijo e presunto. E quando vê a conta e a balança, não acredita. Ao meu ver, não tem lugar mais obesogênico que uma padaria.

Conclusões

Com certeza se ficarmos pensando, vamos achar outros 5 motivos pelos quais uma dieta pode ser mais barata que comer sem pensar no amanhã. Bons legumes, frutas e verduras são caros? Sim, até podem ser “caros” em comparação com um saco de arroz, porém com porções equilibradas, comprando a quantidade certa, congelando alguns legumes de época ou de promoção, vemos que no fim do mês a economia é real.

Como resultado de uma boa reeducação alimentar e exercício físico, há também economia nas roupas. Só quem é obeso sabe o preço de roupa plus e como é difícil achar boas roupas no comércio.

Quando algum colega seu usar esse argumento, mande o link do artigo para que ele consiga sair dessa armadilha do cérebro!

Obrigada pela leitura e até a próxima!

Share

About Raquel Vignado

This author has not yet written his bio.
Meanwhile let's just say that we are proud Raquel Vignado contributed with 0 entries.
Edit the profile description here.

Entries by Raquel Vignado